quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Hélio Soares pede à Sema que monitore plantações de eucalipto da Vale


Fonte: 'Agência Assembleia'
Imprimir


O deputado Hélio Soares (PP), através de indicação requer à Mesa Diretora da Assembleia legislativa que encaminhe ofício ao secretário de Estado do Meio Ambiente, Vitor Mendes solicitando providências no sentido de determinar o monitoramento permanente das plantações de Eucalipto localizadas ao longo da ferrovia Carajás, de propriedade da Vale, nos municípios de Vila Nova dos Martírios, São Pedro da Água Branca e Cidelândia. A  empresa é uma gigante mundial no setor de mineração com lucro em 2011 de 37,814 bilhões de reais.

Segundo Hélio Soares, o objetivo dessa propositura é chamar a atenção da Sema no sentido de promover um padrão de desenvolvimento que concilie mecanismos de proteção ao meio ambiente de forma harmônica com o setor produtivo da economia, entretanto, com um permanente monitoramento sobre as áreas degradadas. Também destacou que é preciso que a sociedade tome atitudes rigorosas em relação às atividades humanas que provocam degradação ao meio ambiente, que reflete em enormes danos para a natureza e para o próprio homem.

Por exigir muita água para a sua sobrevivência o eucalipto se cultivado de forma inadequada pode secar as reservas de água subterrâneas mais próximas da superfície. “A plantação de eucalipto para fornecer o carvão requer a aplicação de muito agrotóxico e é pulverizada por meio de aviões que por sua vez prejudica a produção familiar rural nas comunidades mais próximas, sem contar que além de substituir a mata nativa, um pé de eucalipto chega a consumir 20 litros de água por dia, segundo estudos”, disse Hélio Soares.

Um comentário:

  1. Mais lixo no blog...

    Estudos sem comprovação científica...

    Muita lorota..

    ResponderExcluir